CONSULTÓRIO CEREALÍCOLA

CENTEIO . Cultivado sozinho ou com outras espécies

O centeio é uma espécie de planta com flor pertencente à família Poaceae, do gênero Secale e o seu nome científico de espécie é Secale cereale.

Obedecendo a uma árvore filogenética, o trigo e a cevada tem algum parentesco com o centeio. Morfologicamente, a espécie possui uma raque firme, apresenta grãos grandes e seu ciclo é anual.

O centeio pode ser cultivado sozinho ou com outras espécies, para compor a forragem do gado ou para ser utilizado e colhido como feno. Ou ainda, colhido para fornecer subsídios alimentares para os seres humanos.

Economicamente é um grão interessante, pois a partir dele a indústria alimentar pode elaborar rações, farinhas (base para pães e biscoitos), cerveja, whisky e vodcas.

Para o uso animal, o centeio pode ser associado às forragens, ou na composição de rações nutritivas para os bovinos.

O centeio tem muitas vantagens: se desenvolve bem em ambientes mais frios, pode ser colhido precocemente e ainda assim dará um bom complemento alimentar para os animais, além de se desenvolverem bem e rápido, em relação a outros grãos. Com isso se torna uma excelente alternativa tanto de plantio como de colheita.

As plantações seguintes ao centeio serão certamente beneficiadas, pois raízes e palhas que entram em decomposição enriquecem o solo e ainda afastam daninhas, soltando no solo substâncias alelopáticas.

Trata-se de uma espécie de polinização cruzada conhecida por sua rusticidade e por sua adaptação aos solos pobres, especialmente os arenosos. O centeio possui sistema radicular profundo e agressivo, característica que lhe permite absorver nutrientes indisponíveis a outras espécies.

Pela resistência às baixas temperaturas e pela tolerância aos solos pobres, o centeio também é indicado para pastagens de inverno e como cultura de cobertura para preceder a semeadura direta da soja.

A colheita deve ser realizada logo após a maturação plena para evitar perdas por desgrane, que pode ocasionar prejuízos consideráveis. Recomenda-se armazenar o centeio com humidade inferior a 13 % no grão. Como em outros cereais, os insetos e as traças devem ser combatidos quando ocorrerem.

A produção de semente de centeio apresenta algumas particularidades, por ser alógama, sendo que o isolamento físico, a pelo menos 1000 metros de outra cultivar, é o mais relevante. Recomenda-se o mínimo de cinco vistorias, durante o perfilhamento, o espigamento, a floração, a pré-colheita e a colheita.

Data de sementeira de centeio

A semeadura é feita no final do verão no início do outono, por volta de 15 de setembro, a uma taxa de 10 g / m², afundando as sementes a cerca de 3 cm em um solo bem preparado. Esta semeadura antecipada permitirá que seja mais alta antes do inverno.

Tábua de manutenção e cultivo de centeio

O centeio tem a vantagem de cobrir bem o solo, o que limita o desenvolvimento de ervas daninhas. Ele tem uma recuperação precoce na primavera.

Colheita, conservação e uso de centeio

A colheita do centeio sempre ocorre antes da do trigo, o que é ainda mais recomendável se for uma questão de destinar a palha para a alimentação do gado, porque será muito difícil para além de um corte em abril/maio.

O desenraizamento de centeio como adubo verde também é feito na primavera.

As sementes amadurecem para uso em farinha no final de junho, início de julho.

Bibliografia recomenda
//pt.wikipedia.org/wiki/Centeio; www.alimentacaosaudavel.org/centeio.html; www.agroatlas.ru/en/content/cultural/Secale_cereale_K/; core.ac.uk/download/pdf/15447789.pdf; pt.biomarmicrobialtechnologies.com/rye-very-easy-culture-5431#Data%20de%20sementeira%20de%20centeio