CONSULTÓRIO FLORÍCOLA E JARDIM

Rosa . Uma das flores mais populares no mundo

Rosa – Elegância romântica
Desde a antiguidade, há 5.000 anos que a roseira é cultivada pelo homem. Oriunda da Ásia tornou-se uma das flores mais populares no mundo.

Muito apreciada pela sua abundante floração e o forte perfume a par de variado porte, a rosa coloca um ponto de referência floral em qualquer jardim. Muito popular, a rosa acompanhou muitas civilizações e é símbolo dos apaixonados e presente em atos históricos de grande importância. Na classificação botânica a roseira pertence à família Rosaceae, e ao género Rosa L.. com uma enorme diversidade com cerca de 150 espécies diferentes e milhares de variedades, híbridos e cultivares no mundo. Através da genética, hoje em dia, há rosas com muitas pétalas, aromas fortes e várias cores e formas. Há a realçar que os pequenos frutos são normalmente vermelhos, algumas vezes comestíveis e muito ricos em vitamina C.

Local de plantação:

  • Ao escolher o local o mais favorável e de uma forma geral a roseira precisa de 5-6 horas de sol.

Dicas de plantação:

  • Para roseiras de raiz nua e em vaso com torrão aconselha-se seguir umas regras para assegurar o sucesso.

Substrato:

  • Para garantir uma plantação de sucesso aconselhamos SIRO Roseiras especial para plantação e transplante de roseiras. A sua composição enriquecida com Siro Agro 2 – corretivo orgânico e adubo orgânico biológico, fornece uma nutrição equilibrada e prolongada. Promove naturalmente uma defesa contra pragas e doenças à roseira e uma floração abundante e duradoura.

Preparação da roseira:

  • A distância entre roseiras varia muito com o tipo e variedade. Antes de plantar deve-se mergulhar a roseira em água até ao máximo de 24 horas para hidratar o sistema radicular com a zona de enxerto dentro da água. No caso de ter torrão, deve-se mergulhar até o torrão se afundar e deixar soltar borbulhas de ar. Para reduzir a transpiração deve-se podar a parte aérea até 20cm de altura, regra base deixar no mínimo 5 botões. Na poda das raízes cortamos todas as raízes mortas, deformadas, fora do torrão e as enroladas tipo sacarolhas.

Técnica de plantação:

  • As roseiras desenvolvem um sistema radicular forte e não devem ser dobradas pelo que devemos abrir uma cova de plantação com pelo menos 40cm diâmetro. A seguir plantamos a roseira com a zona de enxertia a 5 cm abaixo do nível do solo para ficar protegida ao frio, calor e secura. É importante compactar à volta da roseira para reestabelecer o contacto das raízes com o substrato. Deixamos uma caldeira para facilitar a 1.ª rega abundante.

A rosa – elegância romântica – não deve faltar no nosso jardim – varanda – floreira – vaso

Época de plantação:

A época ideal para plantação de roseiras estende-se do outono tardio – até a primavera. Uma plantação outonal-primaveril favorece um enraizamento seguro e uma floração mais precoce e abundante na primavera-verão com plantas já bem desenvolvidas. Em plantações outonais podemos efetuar uma amontoa à volta da roseira para proteger a planta (a remover na primavera) e/ou a seguir espalhamos um substrato de cobertura ou casca de pinheiro à volta. Esta cobertura protege contra evapotranspiração, equilibra a temperatura do torrão e assim promove a vida microbiana com todas as vantagens de um bom desenvolvimento das raízes. Na época da floração assegurar uma rega adequada.

Autoria: Hartmut Nestler Diretor I&D – Leal & Soares SA

pub.